Câmara sinaliza apoio a sindicatos contra as reformas do governo federal

O Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região esteve reunido na tarde desta quinta-feira, 16, com alguns vereadores de Brusque. O encontro aconteceu na sede do Legislativo. O órgão solicitou aos vereadores apoio para a pressão em cima dos deputados federais de Santa Catarina contra as reformas da Previdência e Trabalhista.

 

Durante cerca de uma hora, os sindicalistas falaram a seis dos 15 vereadores sobre o porquê de seus posicionamentos contrários às reformas. O grupo pediu, ainda, que a Câmara abra espaço na tribuna para que o Fórum fale sobre o assunto. Pedido que foi prontamente atendido pelo presidente da Casa, Jean Pirola, que marcou a próxima sessão, na terça-feira, 21, para que um representante dos sindicalistas faça uso do espaço e explane acerca do tema.

 

“Li toda a PEC que estão querendo aprovar. Realmente, vai trazer um grande maleficio para a sociedade. Não só para o trabalhador, mas para todos”, disse o presidente da Câmara, confirmando apoio de, pelo menos, a mesa diretora.

 

O vereador Marcos Deichmann (PEN) também se manifestou favorável ao pleito dos sindicalistas. Inclusive ele citou medida que vai prejudicar os hospitais filantrópicos, pois há uma alteração na PEC que vai acabar com o sistema de filantropia. Com isso, unidades como o Hospital de Azambuja ficarão em situação delicada e se tornará inviável manter as portas abertas.

O Fórum pediu que a Câmara envie uma moção de repúdio ao governo federal e à Câmara federal, demonstrando a indignação sobre as reformas.

 

“Sabemos da importância de os vereadores se manifestarem contra o governo federal, com essas mudanças na Previdência e trabalhista que o governo quer fazer”, disse o coordenador do Fórum, João Decker.