Hospital anuncia reabertura, novo nome e manutenção de convênios com sindicatos

Uma reunião entre representantes da nova administração do Imigrantes Hospital e Maternidade, antigo hospital Evangélico, e o Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região retornou as tratativas para firmar parceria entre os sindicatos e a unidade. O hospital vai reabrir as portas e retornar os atendimentos na próxima semana com o setor de pronto atendimento. O encontro entre as duas partes aconteceu na manhã de hoje, quarta-feira, 4, na sede do Sintrivest, em Brusque.

De acordo com o diretor financeiro do hospital, José Francisco Pitsh, a intenção é reativar o convênio que havia entre o antigo Evangélico e os sindicatos, de olho na demanda de pacientes que pode ser encaminhada à unidade pelas entidades sindicais. Isso através de um cartão desconto, em que associados terão valores reduzidos quanto aos procedimentos em relação ao praticado com o público em geral.

“Viemos aqui dar conhecimento da nova situação do hospital, ouvir as demandas que eles podem nos apresentar. A conversa foi muito boa, porque os sindicatos de Brusque são muito fortes e possuem a representação de uma demanda muito grande”, destaca ele.

Ainda segundo ele, o Pronto Atendimento começa a operar dia 12 de julho e os demais setores em um ou dois meses, no máximo. Entre os serviços inicialmente a serem oferecidos estão toda ala de maternidade e obstetrícia, UTI neonatal, ortopedia e cardiologia, entre outros.

O coordenador do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região, Jean Carlo Dalmolin, comemorou o fato de a nova direção do hospital ter procurado os sindicatos para manter a parceria, bem como a reativação dos atendimentos no hospital é uma boa notícia para os associados aos sindicatos que integram o órgão.

Na avaliação dele, quanto mais benefícios as entidades puderem ofertar a seus sócios na área de saúde, melhor para a qualidade de vida destes. “Sempre que tenho a oportunidade digo sobre o que seria da cidade se os sindicatos fechassem e deixassem de oferecer serviços e assistência na área da salde”, pontuou ele.

Para o presidente do Sintricomb, a volta dos atendimentos no hospital vai ampliar as opções aos trabalhadores e trabalhadoras associados ao sindicato em termos de serviços em saúde.

Participaram da reunião membros de todos os sindicatos de trabalhadores ligados ao Fórum, além da gerente de operações do imigrantes Hospital, Fernanda Rodrigues, e do gerente comercial e de faturamento, Giliard Silva.