12/05/2015

Hospital e entidades ampliam convênio para atendimento médico

Ampliar o atendimento e dar mais opções aos usuários dos serviços de saúde através do convênio entre sindicatos de trabalhadores e o Hospital Evangélico de Brusque. Esse é o objetivo de um encontro realizado na segunda-feira, 11, entre a administradora da unidade hospitalar, Ilse Barbosa, e o coordenador do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região, Izaias Otaviano.

O convênio entre as partes foi assinado no final de 2014 e prevê que os associados e dependentes das doze entidades sindicais que integram o Fórum, um número superior a 50 mil pessoas, possam ter acesso aos serviços do hospital a preços bem menores que os praticados no mercado. Uma consulta médica que sairia por R$ 250 no atendimento em consultório médico particulares em o convênio, custa apenas R$ 100 para os abrangidos pelo acordo.

 

“É superinteressante, pois temos uma população de cinquenta e poucas mil vidas nestes sindicatos e queremos que ela usem. é bom para nós, para que elas possam utilizar esses serviços, e é bom para as pessoas, que podem ser atendidas em várias especialidades, a um preço reduzido em comparação com o mercado provado, e sem precisar sair da cidade, por exemplo, para ter atendimento”, frisa a administradora do hospital.

 

A novidade é que o hospital aglutinou em um espaço próprio um número significativo de especialidades. São cinco consultórios com diversas delas, muitas indisponíveis na rede pública. As consultas de ambulatório têm um custo de R$ 100 e o pronto atendimento, com obstetra, clinico geral, ortopedista e pediatria ao custo de R$ 70 para associados das entidades. “Estamos estudando a possibilidade de diminuir ainda mais esse valor para facilitar aos usuários o acesso a estes serviços”, pontua Ilse.

 

Os serviços em saúde são o que movimentam a maior parte dos oferecidos pelos sindicatos de trabalhadores. Muitos possuem em suas estruturas profissionais contratados para dar assistência aos associados. O convênio com o hospital visa, justamente, abranger as especialidades que não constam na prestação direta das entidades.

 

“Sabemos que o hospital Evangélico vem tentando se aproximar cada vez mais da população brusquense, trazendo mais especialidades que não são encontradas na cidade. Todo avanço que conseguimos na área da saúde tem impacto positivo na vida dos trabalhadores.”, comenta o coordenador do Fórum, Izaias Otaviano.

 

Para ele, a medida do convênio visa facilitar a vida dos associados que necessitarem de atendimento médico. O valor reduzido pago nos procedimentos, a partir de acerto entre as entidades, o hospital e os médicos, se torna ainda menor para os usuários. Isso porque a maior parte das entidades reembolsa parte desse valor. “Se o cidadão pagar R$ 70, em determinado sindicato terá reembolsado metade desse valor e o procedimento custará R$ 35. Ou seja, está ao alcance do trabalhador e da trabalhadora em um caso de necessidade”.