Passeata em Brusque reúne centenas de pessoas contra reformas do governo federal

Entre 300 e 500 pessoas participaram da passeata contra as reformas trabalhista e da Previdência na cidade de Brusque nesta sexta-feira, 28. Vestidos de preto, os manifestantes percorreram ruas no Centro da cidade empunhando bandeiras do Brasil.

 

Os manifestantes saíram do Terminal Urbano Balthazar Bohn às 15 horas, segundo pelas ruas Adriano Schaefer, Cônsul Carlos Renaux, Alexandre Atanásio Gevaerd e Prefeito Germano Schaefer, retornando ao ponto de partida. Pelo caminho, outras pessoas que caminhavam pelas calçadas se juntaram ao grupo. Entre elas adolescentes, idosos e até servidores dos Correios.

 

“Quando falamos que somos contra a reforma da Previdência, por exemplo, é porque ela já foi feita em 2015, com a aprovação do fórmula 85/95. Já foi muito prejudicial aos trabalhadores e contribuintes. Independe da classe que você faz parte você é atingido”, destacou o coordenador do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região, João Decker.

 

O manifesto desta sexta-feira teve maior adesão que o realizado em  março, quando menos de 300 pessoas estiveram presentes. Nesta edição foram proibidas bandeiras de partidos políticos e centrais sindicais.

1/1