06/04/2016

Palestras abre ciclo de debates sobre acidentes e doenças do trabalho em Brusque

Com a palestra Doenças Ocupacionais, ministrada pelo médico Jonas Krischke Sebastiany, foi aberto o ciclo de palestras e debates sobre acidentes e doenças do trabalho dentro da programação do Movimento Abril Verde em Brusque. O evento aconteceu na noite desta quarta-feira, 6, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Têxteis (Sintrafite), tendo como organizador o Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região.

Ao longo de quase duas horas, Sebastiany falou sobre o papel dos profissionais médicos em relação aos ambientes e locais de trabalho. A responsabilidade e legalidade de ações destes profissionais quando da emissão de pareceres sobre adoecimento de trabalhadores, bem como dos próprios empregados foram abordados também pelo palestrante.

 

Outro ponto destacado por ele foi quanto à incidência de doenças causadas pela atividade laboral. Segundo ele, a ocorrência delas tem sido alarmantes no decorrer dos ano, mas ações de prevenção e combate têm surtido efeitos, ainda que pequenos. “Vejo que há uma conscientização, que aqueles que não são conscientes estão aderindo a essas melhorias. Mesmo que por uma questão de exigência legal, de fiscalização, mas é um caminho sem volta; tem que se adequar”, pontua ele.

 

Para o médico, a mudança do cenário de caos em relação ás doenças do trabalho passa pela união e interesse das partes distintas, no caso, patrões e empregados. “A ideia é um trabalho coletivo, um crescimento coletivo. De cima para baixo não funciona. Tem que haver um convencimento, uma aproximação entre empregado e empregador, pensamentos em relação à ergonomia, que era algo diante e hoje já é bem próximo da nossa realidade”. Ergonomia é tudo que envolve a preocupação com a melhora dos ambientes de atividade, desde estudos até ações que culminem com a melhora das condições para que se exerça certa atividade com segurança à saúde.

 

Para o coordenador do fórum e Entidades Sindicais, João Decker, a primeira palestra da série programada para este mês surtiu o efeito esperado pelos organizadores. “O nosso maior objetivo pé falar de vida, de segurança no trabalho. Sem isso não temos vida digna. Ninguém que chegar em casa e achar sua mãe, pai, filho mutilado”, disse, frisando que os acidentes podem ser desde na atividade profissional, passando pelos domésticos ate o trânsito.

 

Na próxima quarta-feira, dia 13, a sequência de palestra continua. Desta vez será no Sindicato dos Trabalhadores no Vestuário (Sintrivest). O tema é assédio moral e a participação é aberta ao público. A palestra começa às 19h.