"O prefeito que apoia a Reforma da Previdência

está trabalhando contra seu município"

Presidente da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) e secretário-geral da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), o sindicalista João Domingos Gomes esteve em Brusque no dia 4 de junho. Em rápida passagem pelo município, ele foi recebido por membros do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores, como o coordenador, Jean Dalmolin, o secretário, Orlando Soares Filho, que também preside o Sinseb, e o presidente do Sindmestre, Valdírio Vanolli.

A visita à região e ao estado de Santa Catarina faz parte de uma jornada que Domingos vem percorrendo pelo país para orientar o movimento sindical acerca de como enfrentar a proposta de Reforma da Previdência em tramitação no Congresso Nacional. Jornada esta que chegou à quinta etapa, sendo visitados, em média, dois estados por semana.

 

“Estamos não apenas disputado a narrativa da Reforma da Previdência. A Previdência Brasileira não é um mero plano de aposentadoria. Ela é o maior mecanismo de distribuição de renda e que interessa fundamentalmente às cidades. As de médio porte para baixo, para se ter uma ideia, têm na renda da aposentadoria um ingresso de recursos maior do que as transferências federais, com o FPM”, destacou ele.

Para ele, uma reforma vem para melhorar, o que não é o caso da proposta apresentada pelo governo federal. A intenção, segundo ele, é acabar com o sistema existente.

“O governo nem disfarça esse termo mais. Tanto é que estão chamando de Nova Previdência. Por quê? Porque vai acabar com essa, a Previdência solidária, a Previdência que faz justiça social. O prefeito que apoia a Reforma da Previdência está trabalhando contra seu município. Contra os interesses econômicos do seu município”, pontuou ele.

Domingos participou de um seminário em Blumenau para falar a respeito do assunto.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Brusque (Sinseb), Orlando Soares Filho, disse que a organização da jornada se fez necessária para levar esclarecimento aos sindicalistas de quem vive de perto o clima de Brasília e conhece os pormenores da proposta da reforma.

“A vinda dele veio qualificar o debate. Lembro da fala dele e recordo que tempos atrás os prefeitos aqui da região estiveram em Brasília e voltaram felizes com o FPM. O que eles esquecem de dizer que esse FPM que vai aumentar um pouco para o município vai tirar do trabalhador dele na base”, destacou.

Soares Filho foi o intermediador da passagem de João Domingos pela região de Brusque. Além da cidade, o presidente da CSPB conheceu, ainda, Nova Trento.