Sindicalistas se reúnem com secretária de Saúde de Brusque

O Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região se reuniu na manhã desta quinta-feira, 13, com a secretária municipal da Saúde de Brusque, Ana Baron Ludvig. No encontro, as entidades deram início ao diálogo com a nova gestora da pasta, tendo em vista que os sindicatos possuem serviços de assistência na área de saúde que comportam mais de 30 mil associados e outras mais de 50 mil pessoas de forma indireta.

A conversa aconteceu na sede da secretaria. Entre os pontos levados pelos sindicatos à secretária está a liberação maior de cotas de exames, a partir de convênio entre as entidades e a Prefeitura, com vistas a atender a demanda dos sócios e, paralelo, desafogar a procura por tais procedimentos nas unidades básicas de saúde do município.

“Vamos rever isso e ver o que podemos fazer”, assegurou a secretária durante a reunião. Pelo convênio entre as partes, os associados dos sindicatos agendam as próprias entidades a realização de procedimentos via Sistema Único de Saúde (SUS), muitas vezes com solicitações médicas feitas por profissionais que atuam nas próprias entidades. O que auxilia e desafoga as unidades básicas de saúde e até mesmo, em alguns casos, os hospitais.

O coordenador do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores, Izaias Otaviano, frisou a importância do contato entre as entidades e o poder público, considerando justamente o apoio que o movimento sindical dá com a assistência à população através dos convênios e benefícios aos associados. “Precisamos ter essa preocupação, pois como entidades representamos uma grande parcela das pessoas que necessitam dos serviços de saúde no município de Brusque e podemos ser parceiros da Prefeitura na oferta desses serviços”, declarou.

Outro ponto observado por ele foi quanto às colocações de mau atendimento observadas em algumas unidades. “Recebemos este tipo de reclamação e precisamos discutir com a secretaria o que está havendo. Por isso levamos isto também ao encontro com a secretária”, disse ele.

As entidades fixaram reunião bimestral com a secretária da Saúde para debater sobre o setor.