Sintrafite prepara início da negociação coletiva e salarial

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação, Malharia, Tinturaria, Tecelagem e Assemelhados de Brusque e região (Sintrafite) vai dar início à campanha salarial 2019. A assembleia com a classe trabalhadora já tem data para acontecer, mesmo diante da indefinição sobre a negociação de 2018.

De acordo com comunicado do sindicato, a assembleia acontece no dia 22 de março, uma sexta-feira, em dois horários: às 9h da manhã, atendendo a trabalhadores que atuam no segundo turno e na geral, e às 17h, para quem trabalha no primeiro e no terceiro turnos.

As assembleia socorrem no auditório do sindicato, que fica na Rua Tiradentes, 35, no Centro de Brusque. Além de discutir a pauta de pedido de aumento salarial aos empresários, a negociação coletiva discutirá as cláusulas existentes na Convenção Coletiva da categoria, que tem garantido diversos benefícios aos trabalhadores. Entre estes estão subsídio esposa (R$ 65,00), 50% dos gastos com remédios dos funcionários, adicional noturno acima do que determina a lei federal, auxílio creche, entre outros.

O sindicato alerta que a participação do trabalhador e da trabalhadora neste momento difícil pelo qual passa a classe é fundamental.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação, Malharia, Tinturaria, Tecelagem e Assemelhados de Brusque e região (Sintrafite) vai dar início à campanha salarial 2019. A assembleia com a classe trabalhadora já tem data para acontecer, mesmo diante da indefinição sobre a negociação de 2018.

De acordo com comunicado do sindicato, a assembleia acontece no dia 22 de março, uma sexta-feira, em dois horários: às 9h da manhã, atendendo a trabalhadores que atuam no segundo turno e na geral, e às 17h, para quem trabalha no primeiro e no terceiro turnos.

As assembleia socorrem no auditório do sindicato, que fica na Rua Tiradentes, 35, no Centro de Brusque. Além de discutir a pauta de pedido de aumento salarial aos empresários, a negociação coletiva discutirá as cláusulas existentes na Convenção Coletiva da categoria, que tem garantido diversos benefícios aos trabalhadores. Entre estes estão subsídio esposa (R$ 65,00), 50% dos gastos com remédios dos funcionários, adicional noturno acima do que determina a lei federal, auxílio creche, entre outros.

O sindicato alerta que a participação do trabalhador e da trabalhadora neste momento difícil pelo qual passa a classe é fundamental.