Trabalhadores estão sendo lesados com homologações dentro das empresas

Trabalhadores estão sendo enganados no momento em que realizam as rescisões de contrato de trabalho dentro das empresas. A situação foi denunciada pela presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Brusque, Guabiruba e Botuverá (Sintrivest), Marli Leandro, durante reunião do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região em fevereiro.

Segundo ela, isso é resultado na reforma Trabalhista, que desobrigou de as rescisões serem feitas nos sindicatos. Diversas denúncias têm chegadas até o Sintrivest sobre pessoas que acabaram prejudicadas por não terem recebido todos os valores que têm direito.

“É um problema que os trabalhadores estão enfrentando quando as homologações não são realizadas no sindicato. Foram, de certa forma, lesados, por terem assinado a rescisão de contrato lá na empresa”, destaca ela.

A orientação é para que os trabalhadores procurem o sindicato mesmo nas situações em que a homologação não é obrigatória ser feita na entidade. Isso porque em algumas convenções coletivas de trabalho o procedimento é obrigatório de ter o acompanhamento do sindicato laboral.

Em 2017, ao entrar em vigor, a Reforma Trabalhista retirou a obrigatoriedade de as rescisões de contrato de trabalho passarem pela homologação dos sindicatos dos trabalhadores.